sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Cuidados ao emitir um cheque

Estive no programa “Pra Você”, ancorado pela apresentadora Ione Borges, na TV Gazeta, falando sobre as cautelas necessárias na emissão de cheques. A pauta foi gerada em razão da notícia de uma vítima que adquiriu uma máquina fotográfica em uma galeria de São Paulo, pagando com três cheques pré-datados. Após 2 meses, o Banco entrou em contato com a correntista, alegando que seu cheque especial havia estourado o limite. A investigação bancária apontou que os três cheques citados haviam sido adulterados para valores superiores, totalizando cerca de R$ 5.000,00.

Tenho alertado o amigo leitor para ter cautela no uso de documentos pessoais, cartões de crédito e de bancos e principalmente no uso do talonário de cheques. Como pesquisador criminal posso garantir que as fraudes, falsificações e os golpes característicos do crime de estelionato, têm crescido astronomicamente nos últimos anos. A legislação é benevolente, as vítimas raramente registram ocorrência na delegacia, faltando ainda treinamento e equipamento no que tange a investigação policial. Portanto, é campo extremamente fértil para a ação dos lobos em peles de cordeiros. Por isso, é importante tomar alguns cuidados:

1) Guarde seu talonário em lugar seguro de sua residência;

2) Jamais carregue na carteira o talão de cheques com todas as folhas, crie o hábito de portar apenas 2 ou 3;

3) Cruze as folhas de cheques antes de sair de casa, e preencha o mês e ano;

4) Não emita cheques para pessoas que exerçam atividades comerciais não legalizadas e que não disponham de notas fiscais;

5) Preencha o valor numérico e por extenso com letras grandes e uma colada na outra, não deixando espaços entre as palavras e números;

6) Nos espaços em branco, faça os riscos conhecidos como “jogo da velha”;

7) Evite cheque ao portador, preencha o campo referente ao beneficiário com o nome da empresa que você está realizando compra ou serviço;

8) Cuidado com a famigerada caneta hidrossolúvel, aquela que tem uma borracha especial que apaga a escrita sem deixar vestígios. Preencha seus cheques com caneta própria, recuse terminantemente canetas de terceiros;

9) Evite fornecer dados pessoais para cadastros de empresas, principalmente no telemarketing;

10) Ao constatar débito indevido em sua conta corrente ou aplicação financeira, vá à Delegacia mais próxima, levando cópia do extrato bancário e registre boletim de ocorrência. Em seguida, forneça cópia do BO para o gerente banco e peça rigorosa auditoria dos saques indevidos.

Dr. JORGE LORDELLO
Escritor Internacional
Pesquisador Criminal
Palestrante e Conferencista
Delegado de Polícia Licenciado
Consultor de Segurança
Apresentador do Programa Proteja-se

© Direitos Autorais Reservados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: