sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Contratando com segurança

O leitor sabia que há mais de 1,5 mil empresas clandestinas que oferecem serviços de segurança no estado de São Paulo? Destas empresas, somente cerca de 350 empresas de vigilância encontram-se legalizadas junto a Polícia Federal.

A procura por mais segurança junto à iniciativa privada, tem rendido ao setor um faturamento que passa a casa dos 2 bilhões de reais por ano. A segurança privada é controlada pelo Ministério da Justiça e operacionalizada pelo Departamento de Policia Federal.

Ao contratar uma empresa de segurança patrimonial deve-se exigir uma série de documentos, tais como:
– CNPJ;
– Certificado de Segurança e Alvará de funcionamento concedido pela Polícia federal com publicação no Diário Oficial da União;
– Atestado da Divisão de Registros Diversos expedido pela Secretaria de Segurança Pública;
– Contrato Social;
– Certidão Negativa de Débitos perante o INSS;
– Certidão de Regularização Fiscal;
– Certidão de distribuição de ações cíveis e de execução fiscal estadual e municipal;
– Certidão de Dívida Ativa da união.

Outras medidas também se fazem importantes:
– Relatório de restrição cadastral concedido pelo Serasa ou Associação Comercial;
– Levantamento junto aos clientes da empresa de segurança que você pretende contratar, para verificar a eficiência do serviço;
– Faça uma visita na empresa e verifique as instalações;
– Veja se a empresa e os veículos estão em nome dos legítimos proprietários;
– Procure saber se a empresa possui o certificado expedido pelo sindicato da categoria (Sesvesp) denominado C.R.S. e certificação ISO.

Por outro lado, temos as empresas de segurança consideradas clandestinas, que admitem funcionários sem qualificação para a área de segurança. É lógico que as empresas clandestinas apresentam preços mais baixos. Por outro lado, não respeitam o piso salarial determinado pela categoria, seus funcionários não apresentam seguro de vida e os encargos sociais muitas vezes não são recolhidos.

Portanto, antes de contratar um serviço de vigilância, peça a seu contador que faça todos os levantamentos acima. Assim, você estará contratando segurança e não insegurança.
Dr. JORGE LORDELLO
Escritor Internacional
Pesquisador Criminal
Palestrante e Conferencista
Delegado de Polícia Licenciado
Consultor de Segurança
Apresentador do Programa Proteja-se

© Direitos Autorais Reservados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: