sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Cuidados que passageiros devem ter com o UBER para não ser assaltado

Várias notícias de assaltos a motoristas do UBER foram noticiadas na mídia nos últimos meses. O problema é que agora surgem os primeiros clientes de aplicativos de táxi que também estão sendo vítimas da criminalidade; portanto, toda atenção é devida.

Acompanhe a narrativa que chegou ao meu conhecimento.

É comum o passageiro do UBER ficar esperando o veículo na calçada e com o celular na mão. Na zona oeste de São Paulo, uma moça de 25 anos aguardava a chegada do carro solicitado. Em dado momento, um veículo para na sua frente e o motorista gentilmente pergunta:

“A senhorita que chamou o UBER?”

A mulher, antes de entrar no automóvel, perguntou o nome do condutor o qual começou a gaguejar. Ela imediatamente percebeu que havia algo errado e foi conferir a placa do carro; para sua surpresa, não correspondia a indicada no aplicativo. Nesse mesmo instante, parou logo atrás o veículo que realmente era cadastrado no aplicativo e ela entrou rapidamente.

A passageira agiu corretamente, pois se tivesse entrado no primeiro carro teria sido assaltada. Clientes de aplicativos de táxi devem decorar a placa e o nome do motorista indicado na chamada.  

Outra dica importante, é não ficar na calçada com o celular na mão, pois além de correr risco de assalto, demonstra estar aguardando carro chamado por aplicativo, o que dá margem a criminosos de se passarem por motoristas da UBER. Geralmente, os carros da UBER param próximo da localidade chamada pelo cliente, com margem de erro que pode variar em torno de 50 metros. Eles têm a orientação de parar o carro e ligar o pisca alerta.

Portanto, ao solicitar veículo por qualquer aplicativo, procure permanecer dentro de algum estabelecimento ou residência e aguarde o carro chegar. Ao notar que um veículo parou nas imediações, confira a placa, se for a correta caminhe em direção ao automóvel, mas antes de entrar pergunte o nome do motorista. Se conferir com o constante no aplicativo, entre rapidamente. Havendo discordância, não prolongue a conversa, deixe rapidamente o local no contra fluxo de direção, pois a possibilidade de assalto é grande.

Outro problema que tomei ciência, é quanto a clientes do UBER que solicitam um carro e ficam na calçada, com o smartphone na mão acompanhando o trajeto do motorista solicitado. Esse tipo de atitude é prato cheio para algum marginal que estiver passando a pé, de moto ou de bicicleta realizar a subtração.

JORGE LORDELLO
Pioneiro em Palestras “in company” sobre Segurança Pessoal e Patrimonial
Especialista em Segurança Pública e Privada
Palestrante e Conferencista
Escritor Internacional e Articulista com mais de 2500 artigos publicados
Pesquisador Criminal
Conhecida na mídia como “Doutor Segurança”
www.lordellotreinamento.com.br
jlordello@uol.com.br

 

Deixe uma resposta

Obrigado por adquirir este produto do Método Lordello. Esperamos que tenha um ótimo aprendizado. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: