sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Lordello, como devo agir para não ser vítima de bandidos?

Quando sou entrevistado por algum jornalista, uma pergunta é recorrente:

“Lordello, é possível reduzir quase a zero o risco de assaltos nas ruas?”

A resposta que oferto é esta:

“Claro que sim; é muito fácil manter-se afastado de situações perigosas e se livrar de problemas relacionados com a violência urbana”.

Geralmente, replicam essa indagação:

“Mas então, qual é o segredo para não ser assaltado, mesmo morando e trabalhando em uma cidade com altos índices criminais?”

Após estudar e pesquisar a fundo e entrevistar, pessoalmente, marginais, vítimas e policiais experientes, descobri que “enxergar” atitudes suspeitas no cotidiano é algo relativamente simples, basta ter a mente voltada para a segurança pessoal, apesar da atividade que estiver realizando no momento.

No entanto, geralmente, a pessoa está centrada na sua atividade momentânea, seja laboral ou recreativa, e não consegue pensar, nem um pouco, em segurança.

Nas palestras que ministro em empresas e condomínios, sempre digo a seguinte frase:

“Não há trabalho tão importante e lazer tão urgente que não possa ser feito com segurança”.

Portanto, a ideia central é que o leitor se condicione a observar o que está acontecendo ao seu redor e consiga “enxergar “o que a maioria não vê, que é a atitude ou situação suspeita.

Se você está interessado em zerar as chances de ser vítima de roubo, furto ou qualquer outro tipo de delito, passe a seguir o seguinte roteiro mental no seu dia a dia:

1) Independente do que estiver fazendo, mantenha seus olhos focados nas pessoas que estão ao ser redor. Sinta o ambiente frequentado naquele momento;

2) Procure identificar potenciais perigos. Parta do princípio que pessoas mal intencionadas não agem com naturalidade; geralmente, estão tensas, apreensivas, olhando de um lado para o outro, andando sem direção definida, sem saber onde enfiar as mãos, suando em demasia e etc.

3) Preveja o que a pessoa suspeita possa fazer. Qual será a intenção dela? Ouça a voz da intuição, que é a melhor ferramenta para segurança pessoal, pois a todo momento nos alerta de perigos iminentes, visíveis e até invisíveis. Mas para que isso ocorra, sua intuição precisa estar acionada e não adormecida;

4) Identificado o risco ou perigo, reflita qual decisão tomar objetivando se ausentar do local;

5) Tome atitude proativa com firmeza e rapidez, afastando-se do perigo. Para onde devo me deslocar de forma segura?

Pessoas com a mente focada em prevenção e segurança, jamais são pegas de surpresa!

O leitor já reparou que os animais são super ariscos? Na verdade, eles ficam ligados 24h por dia com a segurança pessoal, pois sabem que correm risco de serem devorados por alguma espécie da cadeia alimentar.

 

JORGE LORDELLO
Pioneiro em Palestras “in company” sobre Segurança Pessoal e Patrimonial
Especialista em Segurança Pública e Privada
Palestrante e Conferencista
Escritor Internacional e Articulista com mais de 2500 artigos publicados
Pesquisador Criminal
Conhecida na mídia como “Doutor Segurança”
www.lordellotreinamento.com.br
jlordello@uol.com.br

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: