sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Se o porteiro não enxerga a calçada, houve erro no projeto da guarita!

Não precisa ser especialista em segurança para saber que o porteiro no interior da guarita deve ter plena visão da calçada, principalmente de quem se aproxima do portão de pedestres desejando entrar no condomínio. Através da vidraça frontal e lateral, mesmo trabalhando sentado, deve enxergar tudo o que se passa na frente do edifício e assim poder identificar eventuais situações suspeitas.

No entanto, em alguns prédios recém lançados, a portaria é projetada de forma recuada da calçada e ainda elevada. Com isso, a única visão que o porteiro tem quanto está sentado, é da rua e da calçada do outro lado, conforme se pode verificar na foto abaixo:

 

É fácil perceber que o porteiro sentado na portaria não terá visão de quem passa na calçada e, principalmente, daqueles que desejam entrar no condomínio.

 

O funcionário nessa portaria tem visão apenas de parte da rua e da outra calçada:

Pode ser que o leitor esteja querendo me fazer a seguinte colocação: “Mas Lordello, o porteiro poderá ver toda a calçada na frente do condomínio em que trabalha através das imagens geradas pelas câmeras de segurança instaladas”.

Isso é verdade, através do monitor de vídeo colocado no interior da guarita, o porteiro tem acesso às imagens, mas posso garantir que não é a mesma coisa.

Funcionários de portaria trabalham por muitas horas sentados em espaço diminuto. Em centenas de treinamentos que ministrei para porteiros e vigilantes, restou claro que ficar olhando somente para o monitor de vídeo é cansativo, pois as imagens são pequenas e nem sempre a qualidade é boa. O indicado, é que o porteiro, através da vidraça da guarita, tenha plena visão de tudo o que acontece na frente de seu local de trabalho, principalmente na chegada de pessoas desejando entrar no condomínio e dos veículos que embicam na calçada querendo entrar na garagem.

O monitor de vídeo deve ser usado para análise de imagens de locais distantes da portaria.

Observe na foto abaixo guarita bem posicionada, onde o porteiro tem excelente campo de visão através das vidraças, sendo que o monitor de vídeo ao seu lado poderá ser usado quando for necessário verificar imagens de outras localidades do prédio:

Muitos projetistas de portarias de condomínios erram feio por falta de conhecimentos na área de segurança patrimonial. No caso que comentei no início, o ideal é que a portaria tivesse sido construída na frente do condomínio, no mesmo patamar da calçada, conforme desenho esquemático a seguir:

Com esse posicionamento da portaria, rente a calçada, seriam criadas duas entradas independentes e com clausuras de pessoas, sendo uma exclusiva para moradores e outra somente para pessoas estranhas ao prédio.

Com essa alteração no projeto do condomínio, o porteiro teria condições excepcionais de trabalho e o nível de segurança aumentaria sensivelmente.

Faço um alerta para pessoas interessadas em adquirir apartamentos na planta. Além da análise da beleza e conforto para a família, devem ser verificadas questões relativas à segurança do local, principalmente quanto ao posicionamento da guarita, portões de pedestres e entrada e saída de autos.

Tenho verificado condomínios recém entregues com erros grosseiros na segurança. Somente quando passarem a morar no local, é que os compradores irão perceber as falhas no projeto e, por conseguinte, as situações de vulnerabilidades.

Deixe uma resposta

Obrigado por adquirir este produto do Método Lordello. Esperamos que tenha um ótimo aprendizado. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: