sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Condomínios precisam se adaptar para garantir segurança à enxurrada de entregas de mercadorias

Tenho uma pergunta importante para quem mora em condomínio:

“Ao passar pela portaria de pedestres, na área da guarita, você vê no parapeito correspondências de moradores?”

Aproveitando o ensejo, qual sua resposta em relação a mais esta indagação:

“Você costuma ver encomendas de moradores espalhadas no chão da portaria?” 

A verdade é uma só: poucos edifícios residenciais sistematizaram o recebimento de cartas e encomendas pela portaria e a entrega para os respectivos apartamentos. Cada porteiro age da sua maneira. Os mais organizados zelam um pouco mais pela segurança. Os desorganizados promovem atitudes inseguras, como se verifica na foto abaixo.

 

Observe que o porteiro deixou duas encomendas de moradores no parapeito ao lado da guarita. Vou ampliar a foto para a imagem ficar com maior nitidez.

 

Por que que o porteiro não deixou as encomendas recebidas no interior da portaria?

Somente ele poderá responder, mas uma coisa é certa, não agiu corretamente. Expôs de forma desnecessária os produtos, que no local onde colocou podem ser subtraídos ou pegos por engano. Não se pode dar sorte ao azar. São comuns os casos em que correspondências de moradores são extraviadas/subtraídas e até entregues por engano a condôminos errados.

Após o início da pandemia provocada pelo coronavírus, o volume de recebimento de encomendas aumentou sensivelmente em todos os prédios residenciais, mudando a rotina de trabalho das portarias. Muitas guaritas têm tamanho diminuto, por isso, algumas encomendas, normalmente as de maior porte, acabam sendo deixadas do lado de fora, aguardando a retirada, que pode demorar e assim ficam suscetíveis à subtração. Quando isso acontece, a confusão e o estresse são grandes.

Minhas pesquisas apontaram que ainda muitos condomínios não possuem programa específico em computador para registrar eletronicamente a entrada e saída de mercadorias. Alguns ainda utilizam a velha prancheta, onde as anotações são feitas à mão, de forma desordenada, em simples folha de papel sulfite. Levantei que nem todos os recebimentos são lançados e que não é fácil entender a letra de alguns porteiros.

Síndicos devem ficar atentos a esse importante tema, pois daqui pra frente teremos algumas tendências:

  1. a) Moradores trabalhando mais em casa em virtude da implementação do home office, que veio para ficar.
  2. b) Condôminos que perderam emprego e que podem estruturar algum tipo de negócio para trabalhar em casa.

Esses fatores já estão aumentando sobremaneira o volume de recebimentos de mercadorias e entregas delivery; e a tendência é aumentar. Essa nova fase vivida por condomínios residenciais precisa de adaptação urgente para garantir recebimento, guarda e entrega com segurança de mercadorias aos moradores.

E aqui vai uma dica valiosa: se o porteiro tiver que realizar essas tarefas sozinho, deixará de zelar pela segurança da coletividade, pois, dificilmente, conseguirá focar atenção nas imagens das câmeras de segurança e no movimento de pessoas e veículos na frente da portaria.

Deixe uma resposta

Obrigado por adquirir este produto do Método Lordello. Esperamos que tenha um ótimo aprendizado. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: