sac@lordellotreinamento.com.br
+55 11 4759 1939

Publicações

Dicas importantes segundo experiências vivenciadas.

Para Apartamentos e Casas – Diferenças Entre Porta Blindada e Porta Anti-Arrombamento

O  interessado em comprar equipamento de segurança que ao invés de procurar assessoria especializada apenas faz breve pesquisa de mercado ou consulta preços pela internet, está fadado a adquirir produto que não irá garantir a segurança que espera e precisa.

Mas quando o comprador irá descobrir o erro que cometeu?

A resposta é bastante simples:

“Quando for vítima da criminalidade”.

“Quem compra mal, paga duas vezes”, pois além de perder com o equipamento que não apresentou o resultado de proteção esperado, sofre também prejuízo material e/ou emocional promovido pelo ladrão.

Para que o leitor entenda perfeitamente a mensagem que desejo passar com este artigo, vou narrar crime que ocorreu no início de julho/2019 em condomínio de classe média alta na Zona Sul de São Paulo.

Depois de dia estafante de trabalho, um advogado, assim que entrou no entrou no hall do seu apartamento, notou que a porta estava entreaberta. Quando se aproximou, percebeu que alguém, provavelmente usando uma chave de fenda, havia amassado a fechadura, rompido parte do batente da porta e adentrado em seu lar. Tudo estava revirado. O prejuízo com a subtração de aparelhos eletrônicos, joias e dinheiro girou em torno de R$ 100 mil.

O morador/vítima estava revoltado, pois, para piorar a situação, havia investido em uma porta blindada, e mesmo assim, o marginal tinha conseguido abrir com extrema facilidade, pois nem o vizinho de andar, que estava na unidade, ouviu barulho do arrombamento.

Observe a tabela balística com os níveis de proteção de portas blindadas. 

Quando tomei ciência dessa invasão, solicitei fotos da tal porta blindada e do respectivo batente danificado. De imediato, percebi que a vítima havia “comprado gato por lebre”, ou seja, investido em uma porta blindada, que o vendedor “esquecera” de avisar não ser anti-arrombamento.

Vamos às explicações técnicas para o leitor ficar bem informado.

Encontramos no mercado de segurança 3 tipos de portas residenciais:

1) Porta Blindada

2) Porta Anti-Arrombamento

3) Porta Blindada e Anti-Arrombamento

Porta blindada suporta disparos de arma de fogo e porta anti-arrombamento visa dificultar ao máximo qualquer tentativa de invasão mediante arrombamento. Observe que as finalidades são distintas e as duas se completam perfeitamente para quem busca segurança no padrão mais elevado.

Outro ponto importante, é que ambas as portas devem ser fabricadas de aço carbono, ter fechadura de alta segurança, batentes em aço carbono, dobradiças e maçaneta em aço inox. Se o cliente desejar, é possível acoplar o chamado “olho mágico”, para que saiba quem está do outro lado antes de abrir.

As portas blindadas obedecem a níveis de segurança estabelecidos pela norma UNI EN 1627, que mede a capacidade de resistência a ataques.

Conheça os diversos tipos de portas anti-arrombamento de acordo com níveis de resistência :

Nível 1 é o que apresenta resistência mais baixa; só impede ataque de bandido usando pés ou corpo

Nível 2 deve resistir a ataques de arrombamento onde o criminoso usa, por exemplo, um alicate ou até parafuso grande que não provoque efeito alavanca

Nivel 3 resiste ao uso de equipamentos que promovam alavancas, como pé de cabra ou chave de fenda robusta

Nível 4 resiste a ataques por meio de ferramentas que utilizem baterias portáteis

Nível 5 resiste a tentativa de invasão por meio de ferramentas eléctricas de alta potência

Outro ponto importante a ser frisado, é que a porta anti-arrombamento deve ter pontos de travamento no batente que funcionam como verdadeiras garras. Quanto mais pontos de travamento tiver a porta, maior será a dificuldade de abertura completa.

Encontramos no mercado porta anti-arrombamento com 1, 2 e até 3 fechaduras de alta segurança acopladas.

Mas tem uma pergunta que não quer calar:

“Lordello, pelo que entendi, se eu comprar uma super porta anti-arrombamento para meu apartamento posso ficar tranquilo que será intransponível?”

A resposta é “não”.

Tanto a porta blindada como a porta anti-arrombamento podem ser transpostas. Tudo vai depender do tempo que tiver o marginal e as armas/ferramentas utilizadas. A função dessas portas é “retardar” a ação invasiva, pois, na maioria das vezes, o bandido possui poucos segundos ou minutos para efetuar o arrombamento e consequente invasão.

É óbvio que se os marginais tiverem muitas horas para promover o arrombamento e disporem de toda sorte de equipamentos manuais e elétricos, em dado momento a porta será aberta. Mas, respondendo a questionamento que fiz, um fabricante disse que nessas condições seria mais inteligente os marginais penetrarem pela parede. Levaria menos tempo e bem menos esforço quebrar com uma marreta a parede ao invés de abrir a referida porta.

JORGE LORDELLO
Pioneiro em Palestras “in company” sobre Segurança Pessoal e Patrimonial
Especialista em Segurança Pública e Privada
Palestrante e Conferencista
Escritor Internacional e Articulista com mais de 2500 artigos publicados
Pesquisador Criminal
Conhecida na mídia como “Doutor Segurança”
www.lordellotreinamento.com.br
jlordello@uol.com.br

Deixe uma resposta

Obrigado por adquirir este produto do Método Lordello. Esperamos que tenha um ótimo aprendizado. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: